A maioria de crianças percebem a perda do primeiro dente de leite como algo positivo!


Os pesquisadores da Universidade de Zurique descobriram que as crianças experimentam principalmente a perda do seu primeiro dente de leite como algo positivo.

Embora a perda dos dentes decíduos possa ser inquietante e dolorosa para as crianças, um grupo de pesquisa interdisciplinar da Universidade de Zurique (UZ), descobriu que os sentimentos das crianças em relação a essa experiência são predominantemente positivos. O estudo também estabeleceu que as visitas anteriores ao Médico Dentista, bem como o histórico parental e o nível de educação, afetam a forma como as crianças experimentam a perda do primeiro dente de leite.

As crianças geralmente perdem o primeiro dente decíduo quando têm cerca de 6 anos de idade. Este processo gradual é provavelmente uma das primeiras mudanças biológicas nos seus próprios corpos que as crianças experimentam conscientemente. As emoções que acompanham esse marco são extremamente variadas, variando de alegria por finalmente se terem juntado ao mundo dos adultos ou do medo da perda de uma parte do corpo.


Uma equipe interdisciplinar de pesquisadores da UZ, em cooperação com os serviços médico-dentários escolares da cidade de Zurique, examinou os sentimentos que as crianças experimentam quando perdem o seu primeiro dente de leite e que fatores desempenham esse papel. Os cientistas entrevistaram os pais das crianças que já haviam perdido pelo menos um dos seus dentes de leite. Das cerca de 1300 respostas recebidas, cerca de 80% dos pais relataram sentimentos positivos, enquanto apenas 20% relataram emoções negativas.


Os pesquisadores descobriram que as visitas anteriores ao Médico Dentista desempenharam um papel decisivo em relação aos sentimentos das crianças. Aqueles cujas visitas anteriores eram relacionadas à cavidade e, portanto, talvez associados à vergonha ou culpa, experimentaram menos emoções positivas quando perderam o primeiro dente de leite.

Se, no entanto, as consultas médico-dentárias anteriores eram o resultado de um acidente e, portanto, um evento abrupto, inesperado e doloroso, a perda do primeiro dente de leite estava mais propensa a estar associada a emoções positivas. Segundo o principal autor do estudo, o Dr. Raphael Patcas, da Clínica de Ortodontia e Odontopediatria, uma possível explicação para isso é que os dentes decíduos soltam gradualmente antes de cair - um processo que, diferentemente de um acidente, se desenvolve lenta e previsivelmente. Isso também é corroborado pela descoberta de que as crianças que experimentam o afrouxamento de um dente durante um período prolongado tendem a ter sentimentos mais positivos. Quanto mais tempo, maior o alívio e o orgulho quando o dente finalmente cai.


Além disso, o estudo constatou que os fatores sócio-demográficos estão relacionados com os sentimentos das crianças. Por exemplo, as crianças eram mais propensas a ter sentimentos positivos, como orgulho ou alegria, se os seus pais tivessem um nível educacional mais alto e viessem de países não ocidentais. Os pesquisadores indicam que as diferenças culturais podem estar em jogo aqui. Estes incluem o estilo de educação e normas que os pais transmitem aos seus filhos, bem como os rituais de transição que acompanham a perda do primeiro dente de leite.






Notícias

A empresa portuguesa Bam & Boo oferece escovas de (...)

2018-12-07

Fumar enfraquece os mecanismos necessários para c(...)

2018-12-06

Hipertensão arterial associada a má saúde oral!

2018-10-30


Visite-nos

Avenida Dr. Ribeiro de Magalhães, 131, R/C

4610-108 Felgueiras

PORTUGAL


Contacte-nos

+351 255 312 253

+351 913 475 654

info@clinicalasaletealves.pt


Horário

2ªF a 6ªF - 09:00 às 19:00

Sábado - 09:00 às 12:30


Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as novidades que temos para lhe oferecer

© Clínica La Salete Alves 2018